11 abril 2008

Caso Isabella x Record

Um sensacionalismo exacerbado!

A cobertura do jornalismo da TV Record da morte da criança Isabella, recentemente na capital 
paulista, é algo que justifica o adjetivo "sensacionalismo". 

No Hoje em Dia (foto) pela manhã, as chamadas de Britto Junior para matérias ao vivo com repórteres despreparados que, em muitos casos, entram "ao vivo" para dizer que nada aconteceu de novo.

Sem falar que a emissora, claramente, condenou o pai e a madrasta de Isabella por sua morte.
E o sensacionalismo da Record não fica somente nas entradas ao vivo dos repórteres. Frases de efeito de Britto Junior ou dos apresentadores de plantão, aliado a músicas de fundo que mais parecem os filmes de horror de 3ª categoria da indústria cinematográfica.

É lamentável que esse tipo de jornalismo predomine nas emissoras de televisão.

2 comentários:

Noturno disse...

muito interessante sua análise a respeito do papel que a mídia tem em muitos casos. por isso é importante estar por dentro de vários jornais para podermos filtras informações.

flwww

http://dissertacaovest.blogspot.com/

qualquer coisa dá uma passada para comentar no meu!

marcia disse...

acho que eles sao exelentes profissionais e o que eles falam nao passam de informaçoa verídicas repassada a eles pela policia e pra mim isso nao é jugar ou condenar ninguém e sim relatar provas concretas